RSS

São Paulo: Monotrilho – Linha 15 Prata

07 jul

O Metrô de São Paulo anuncia: 

O primeiro trecho do Monotrilho Linha Prata-15 deverá ficar pronto ainda em 2013.

001trem

O primeiro trecho do monotrilho da zona Leste da cidade de São Paulo, que ligará o bairro Cidade Tiradentes à estação Vila Prudente da linha 2 – Verde do Metrô, deverá ficar pronto ainda em 2013. Nessa etapa, serão entregues 2,9 km de via, as estações Vila Prudente e Oratório e o Pátio Oratório. A obra faz parte do projeto da Linha 15 – Prata, do monotrilho de São Paulo, que terá extensão total de 24,5 km, 17 estações e dois pátios de estacionamento e manutenção de trens, atendendo 500 mil usuários por dia até o final de 2016.

010patio-oratorio-02

Pátio Oratório

Impacto na Vizinhança

Um dos fatores determinantes para a escolha do modal foi a possibilidade de implementá-lo nos canteiros das avenidas centrais, minimizando o impacto da ocupação do viário.

Isso foi possível em virtude das condições do traçado, que permitia a construção dos pilares e a elevação da via a alturas que variam de 12 m a 15 m.

“Avaliamos todas as opções, incluindo os Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs). Mas esse sistema demandaria a construção de uma canaleta, ocupando uma faixa do viário. Os corredores de ônibus a diesel também foram descartados porque sua capacidade de transporte é metade da do monotrilho, de apenas 250 mil usuários por dia”, explica Paulo Sérgio Amalfi Meca, gerente do empreendimento Linha 15–Prata.

Estação Vila Prudente

Estação Vila Prudente

Além de custar em torno de 50% a 60% de uma linha de metrô, outra vantagem do sistema, segundo o Metrô de São Paulo, é a redução no número de desapropriações – um terço do necessário para a construção de linhas enterradas.

O grande diferencial do ponto de vista da engenharia, no entanto, é a adaptabilidade ao viário. O monotrilho permite vencer curvas acentuadas de até 45 m de raio, acompanhando o desenho do viário, o que seria impossível com trens convencionais. “A forma como os carros são concebidos e as dimensões entre os seus truques também contribuem para maior adequação, possibilitando, inclusive, vencer rampas com até 6% de inclinação, ante 4% do trem convencional do metrô”, observa Meca.

Estação Oratório

Estação Oratório

O receio inicial com relação ao impacto visual, à geração de ruídos e ao chamado “efeito Minhocão”, com possível sombreamento e degradação do entorno das vias, foi a principal barreira para a aceitação do novo sistema de transporte por parte da população e dos órgãos públicos.

De acordo com Meca, os temores são infundados, já que os pneus dos veículos do monotrilho são de borracha e a leveza da estrutura – com espaços vazados entre vigas de concreto, que ficam a 15 m de altura do chão – reduz a sombra no solo.

000i375980

Como parte das exigências para licenciamento ambiental, o projeto prevê tratamento paisagístico – com plantio de árvores que integrarão o processo de reurbanização das avenidas por onde o monotrilho passará – e a implantação de ciclovia ao longo dos 24,5 km de extensão das vias e de bicicletários com capacidade para 50 bicicletas em cada estação.

Trajeto - Monotrilho Linha 15 - Prata

Trajeto – Monotrilho Linha 15 – Prata

Monotrilho Linha 15 Prata

Monotrilho Linha 15 Prata

Informações Adicionais

  • Monotrilho Linha Leste
  • Extensão: 24,5 km
  • Número de estações: 17
  • Quantidade de trens: 54, com sete carros cada e capacidade de transportar mil passageiros cada
  • Intervalo entre trens: 90 segundos
  • Velocidade média comercial: 35 km/h
  • Velocidade máxima: 80 km/h
  • Capacidade de atendimento: 500 mil passageiros por dia

Fonte: Mobilize-se  |  Imagens: Metro-SP

LOGO 2013-00

 
Comentários desativados em São Paulo: Monotrilho – Linha 15 Prata

Publicado por em 07/07/2013 em Infraestrutura, Planejamento Estratégico, Sustentabilidade e Meio Ambiente

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Os comentários estão desativados.

 
%d blogueiros gostam disto: